Técnicas cirúrgicas básicas

Miguel Amaral Nunes / Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa

Técnicas de assépsia e preparação da ferida

A assépsia perioperatória é um fator determinante para o risco de infeção de uma ferida operatória, imunidade do hospedeiro e a duração da intervenção cirúrgica. Este capítulo além de exemplificar técnicas de assépsia que deverão ser cumpridas em qualquer procedimento, focar-se-à também na preparação da ferida nomeadamente na anestesia local que é um passo fundamental já que a eliminação de bactérias e de outros detritos resultantes de uma laceração da pele seguida de desbridamento e encerramento da ferida, só são exequíveis quando realizada uma anestesia local.

  1. Desinfeção cirúrgica das mãos
  2. Como vestir uma bata cirúrgica
  3. Como calçar luvas esterilizadas
  4. Anestesia Local

Técnicas de sutura

A sutura de feridas deve proporcionar uma coaptação perfeita de tecidos sãos e limpos, sem que sob ela se "escondam" potenciais focos de infeção, nomeadamente hematomas, espaços mortos ou corpos estranhos.

  1. Pontos simples
  2. Pontos donatti
  3. Sutura contínua e contínua travada
  4. Nó quadrado a uma mão
  5. Nó quadrado a duas mãos
  6. Nó de cirurgião